Uma sexta feira muito louca: reflexões sobre a política brasileira

12814433_965729653513243_7009406099707111854_n

 

A política brasileira está longe de ser determinada pelos meros maniqueísmos que encontramos pela rede. A esquerda salvadora e a direita raivosa – ou vice versa – são representações esdrúxulas do que está acontecendo nos grandes salões de poder. Não se trata de uma única figura. Não se trata de demonizar e inquirir um único partido, como se o mesmo fosse a raiz dos problemas históricos que um país aristocrático, monopolista e dependente tem. Os problemas de um país como o Brasil não estão resumidos a piadas de fascistinhas ou a defesas cegas.
Primeiro, agora é o momento é de discutir os meios em que a prisão do ex-presidente Lula foi feita. A maneira arbitrária, coercitiva e bastante circense. A questão não é sobre a culpa dele ou não. A principal questão é que impuseram a ele um tratamento que homens com os mesmos crimes, tão ou maiores que os dele, não tiveram, nem teriam. Alguém foi bater na casa do Aécio Neves, apesar do seu avião cheio de cocaína? Na casa do FHC? O ex presidente ainda tem direitos que devem ser respeitados pra além de uma operação que investiga apenas um lado de jogo e tem egos inflados pela ignorância que lhe apoia.
Segundo, é momento do PT admitir que não resolveu de fato, nenhum dos problemas do Brasil. E é preciso virar a esquerda, dessa vez, de maneira profunda. Pois questões urgentes brasileiras ainda não foram resolvidas. Como a questão da terra no Brasil, uma vez não houve reforma agrária, e o governo fomentou os monopólios de terra com grandes investimentos ao agronegócio. Como não termos rompido com nossa modelo econômico de exportação de produtos primários, o que nos coloca em tempos difíceis com países centrais em recessão. Como o fato de que a maior parte do orçamento da união, vai pra Bancos. Não vai pro Bolsa família, nem pra PROUNI, nem pra universidades públicas – vai pros bancos. Não é por qualquer razão, que no meio da crise, Bradesco e Itaú tem lucros incríveis.
Terceiro, essa direita raivosa, que late como cachorro sarnento, não fez nada de útil pelo país em que vivem. A não ser que seus golpes militares, suas férias na Europa e as indicações do Titio político sejam algo válido. A direita Brasileira, desde Lima Barreto, é arrogante e eurocêntrica. Querem ser a Dinamarca mas sonegam impostos, não pagam direitos a seus funcionários, só apoiam políticos que lhes darão algo depois, não enxergam seus próprios privilégios em relação a maioria da população, e acreditam piamente, que o fato de terem estudado em colégios particulares a vida toda, se formado bem e ter uma casa confortável, foi mero esforço deles. O mito da meritocracia segue vivo nessas bocas que se esforçam pra derrubar partidos, mas não apresentam um plano político viável pro país em que vivem e cospem no povo que vive nele.
Os brados de ‘fora PT comunista’ ou ‘Viva Lula pai do povo’, não tocam em nada disso. Até porque, hoje, o projeto de país de ambos os lados segue igual, pois as mesmas pessoas bancam suas campanhas, as mesmas pessoas tem seus interesses representados, e esse circo armado de corrupção vai continuar se repetindo enquanto não rompermos com esse modelo elitista que nos comanda desde a época da Coroa.
Esses resumos rasos, que nos obrigam a escolher um lado, em um país que historicamente é dependente dos países centrais pra poder sustentar sua economia, e que segue comandado por uma Elite bem específica, não levarão nada adiante. E ajudam a afundar ainda mais uma democracia jovem, em que a maioria da população não tem acesso a educação política e é massivamente educado pelo Jornal Nacional. Eu não vou me esforçar pra defender Lula mas tenho nojo dos que comemoram a perseguição a ele. Ambos os lados estão pensando em si mesmos, e em nenhum momento no país em que vivem. Só que isso aqui não é um jogo de futebol. Nem uma série em que tudo acaba bem no final.

 

(escrito em: 04/03/2016)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s